5 atletas olímpicos que superaram seus limites

Gabriela Andersen-Schiess, heroína mais famosa da história olímpica
Gabriela Andersen-Schiess, heroína mais famosa da história olímpica



A Tocha Olímpica já está no Brasil. Para entrar de vez no clima, separamos 5 momentos em que os atletas superaram seus limites e deram belos exemplos de espírito de competição, vem com agente!

1 GABRIELLE ANDERSEN – LOS ANGELES 

Você pode até não ser fã de esportes, mas provavelmente já deve ter visto aquela cena emblemática, de uma corredora cambaleando em direção a linha de chegada. Para completar a primeira maratona feminina da história dos jogos, a suíça recusou atendimento médico para não abandonar a prova e superou seus próprios limites. Até hoje seu gesto é considerado símbolo do espírito olímpico.

*Assista o vídeo a partir de 4:51

2 DEREK REDMOND – BARCELONA 1992

O nome deste atleta britânico ocupará para sempre um lugar de destaque na memória dos Jogos Olímpicos. Derek Redmond protagonizou um dos momentos mais emocionantes que o esporte já viu. Na largada das semifinais, o velocista assumiu a liderança com facilidade, mas a 150m da linha de chegada, o músculo do tendão direito se rompeu. mesmo lesionado decidiu terminar a prova e fui surpreendido por seu pai, que furou o bloqueio para auxiliar o corredor até a linha de chegada, o fato emocionou a todos no estádio.

3 JOAQUIM CRUZ – LOS ANGELES 1984

Nascido em uma família bastante humilde, com uma perna 2 centímetros menor que outra, o brasileiro Joaquim Cruz é um exemplo completo de superação. O atleta de corpo franzino garantiu a medalha de ouro nos 800m e surpreendeu a todos nos jogos de Los Angeles.

4 VANDERLEI CORDEIRO DE LIMA – ATENAS 2004

Ainda sobre corrida e superação, esse também é um momento marcou o nome de mais um brasileiro na história dos jogos. Vanderlei liderava a maratona quando foi derrubado por um ex-padre que burlou a segurança do evento. O atleta se recuperou e conquistou na raça a medalha de bronze.

5 GREG LOUGANIS – SEUL 1988

O atleta norte-americano foi um grande fenômeno na categoria de saltos ornamentais. Mesmo após ter batido a cabeça na plataforma de madeira durante um salto, voltou para a final com pontos na cabeça e garantiu a medalha de ouro.

A disputa dos jogos olímpicos é a consagração para qualquer atleta. Vitória e emoção são ingredientes de qualquer disputa,  a derrota é consequência e a superação será sempre considerada como virtude, viva o espírito olímpico!

Fonte dos vídeos:
The Olympic Channel

Oldnewsclipster

Old School Track and Field

 




 

Oi...Esse aviso é só para te lembrar de CURTIR a nossa FanPage no Facebook.

Assim você estará cada vez mais ligado nas novidades do Rio Jahé!

CLOSE