No centenário do samba, uma homenagem em grande estilo

T-shirt Zé Keti da Poeme-se
T-shirt Zé Keti da Poeme-se

O que seria da história do samba sem seus grandes personagens

Se o samba é poesia homenagear os poetas é mais do que uma obrigação. Pensando nisso, a Poeme-se, primeira grife poética do Brasil, em parceria com a Portela está homenageando os maiores nomes da azul e branco de Madureira.

No mês em que o samba completa 100 anos o homenageado é um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira: José Flores de Jesus, mais conhecido como Zé Keti. O tributo se faz em forma de camiseta literária que traz o fragmento “Eu sou o samba, a voz morro sou eu mesmo. Sim, senhor…”, da canção “A voz do morro”, um dos grandes clássicos do saudoso compositor portelense.

Zé Keti/Reprodução: Internet
Zé Keti/Reprodução: Internet

Biografia de Zé Keti

Cantou o samba, as favelas, a malandragem e seus amores. Nasceu no bairro de Inhaúma, em 16 de setembro de 1921, embora tivesse sido registrado, em 6 de outubro. Em 1924, foi morar em Bangu na casa do avô, o flautista e pianista de João Dionísio Santana, que costumava promover reuniões musicais em sua casa, das quais participavam nomes famosos da música popular brasileira como Pixinguinha, Cândido (Índio) das Neves, entre outros. Filho de Josué Vale da Cruz, um marinheiro que tocava cavaquinho, cresceu ouvindo as cantorias do avô e do pai. Após a morte do avô, em 1928, mudou-se para a Rua Dona Clara.

Mudou-se para Bento Ribeiro em 1937 e, logo depois, passou a freqüentar a Portela por intermédio do compositor Armando Santos, diretor da escola. Em 1940, ingressou na Polícia Militar, onde serviu por três anos. Em1945, entrou para o grupo de compositores da Portela – que ainda não era estruturado como “ala” – escola que mais tarde assumiu como a sua de coração. Em 1950, afastou-se da escola por problemas em relação à autoria de algumas composições e foi para a União de Vaz Lobo (1954), só retornando à Portela no início da década de 1960. Em 1960, abriu uma barraca de peixes na Praça Quinze, em sociedade com Luiz Paulo Nogueira, filho do senador udenista Hamilton Nogueira. Foi responsável pela revitalização do samba, na época em que surgiu a bossa nova. Zé Quietinho ou Zé Quieto eram os seus apelidos de infância. Quieto virou Kéti porque a inicial K do nome artístico era a letra que na época era vista como de sorte, nomeava estadistas como Kennedy, Krushev e Kubitscheck. O próprio sambista divulgou a versão numa de suas falas do Show Opinião, estrelado por ele de 1964 a 1965 ao lado de Nara Leão e João do Vale.





No início dos anos 1970, separou-se da segunda mulher – com a primeira teve cinco filhos – e foi para São Paulo. Nesta época, tinha uma firma de reforma de prédios, a Ortensur. Além disso, acumulava os cargos de funcionário público e representante de um laboratório farmacêutico. Em 1974, criou o serviço de transportes marítimos São Gonçalo – Paquetá, através da Marketti Transportes Marítimos LTDA. Em 1987, no início de julho, teve o primeiro derrame cerebral. Fixou residência em São Paulo, no bairro da Consolação, morando com o filho José Carlos. Em 1995, voltou para o Rio e foi morar com uma das filhas. Continuou compondo, cantando e lançou um disco. Em janeiro de 1999, recebeu a placa pelos 60 anos de carreira na roda de samba da Cobal do Humaitá. Em agosto, com a morte de sua ex-mulher, entrou em profunda depressão. Morreu a 14 de novembro, aos 78 anos, de falência múltipla dos órgãos.

A Poeme-se já lançou outros nomes do samba em parceria com a Azul e Branco de Oswaldo Cruz. Entre eles estão: Tia Doca, Candeia, Waldir 59, Chico Santana e Casquinha. A peça em homenagem a Zé Keti e as outras estão à venda para todo o país pelo site www.Poemese.com.

Fonte: Dcionário MPB

Wagner Trece

Wagner Trece

Idealizador do Rio Jaé, amante de futebol e viciado em cafeína.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Oi...Esse aviso é só para te lembrar de CURTIR a nossa FanPage no Facebook.

Assim você estará cada vez mais ligado nas novidades do Rio Jahé!

CLOSE